12 Assis Carvalho diz que “PSB saiu do governo só na mídia” e gestor da Codevasf reage

Deputado Assis Carvalho PT-PI, e o diretor da Codevasf José Augusto
O deputado Assis Carvalho (PT) fez duras críticas nessa segunda-feira,21, durante entrevista no Jornal do Piauí ra (21), situação polêmica gerada entre seu partido e o PSB com suposta críticas do governador Wilson Martins a gestão de Wellington Dias. 
 
O parlamentar criticou ainda a decisão de deixar o governo Dilma Rousseff por parte do PSB. Para ele, após o , a postura não foi efetivada. Apenas o ministro Fernando Bezerra teria deixado o cargo que ocupava em Brasília.
 
“Só pediram para sair na imprensa. Até agora não saiu ninguém. As indicações no Estado estão mantidas todas. O PSB não saiu do governo Dilma, só na mídia. Agora sobre a fala polêmica: eu estava na mesa e foi um rasgado de elogios ‘para o grande amigo Wellington Dias’. Dentro da solenidade oficial foi isso. Agora lamento, se a fala oficial foi uma coisa e outra para imprensa. Cabe a população julgar”, analisou.
 
As supostas críticas seriam de que o governador Wellington Dias teria deixado o governo “quebrado”, sem verba em caixa e de que as rodovias feitas pelo ex-governador seriam de má qualidade, exigindo manutenções constantes. 
 
“O Estado não estava quebrado. O governo só está sendo continuado porque o Wellington Dias deixou tudo organizado. Governador nenhum não pode engrossar pescoço para dizer que o Estado será independente do governo Federal, porque não será. Qualquer governador que não tiver humildade vai tudo para a platéia. Wellington Dias foi conhecido como o governador das estradas. Tínhamos as piores estradas do país. Ele deixou as melhores”, disse. 
 
Diretor da Codevasf reage
José Augusto Nunes é um dos diretores da Codevasf em Brasília. Após acompanhar a entrevista de Assis Carvalho pelo Cidadeverde.com, ele ligou para a TV Cidade e pediu espaço para se pronunciar sobre acusações do deputado. 
 
“Fiquei surpreso com as inverdades e mentiras proferidas pelo Assis Carvalho. Não busquei impedir ações de desenvolvimento do Piauí. Sobre minha exoneração: queria pedir que acelere minha saída. Já pedi para sair e até agora não tive resposta. Já que ele [deputado Assis] é muito influente em Brasília poderia me ajudar”, disse o gestor.
 
Sobre permanência de petistas no governo do Estado
“Minha posição é: o PT deveria sair do governo Wilson. Fica uma situação desconfortável. Na primeira reunião do Diretório Estadual que tiver, vamos discutir isso e eu vou defender a saída do partido”, explica o parlamentar.
 
TV Cidade Verde

Deixe uma resposta