ASSASSINO DE TALIA FINALMENTE É PRESO

Desde as primeiras horas da manhã deste sábado (3), policiais militares e da civil trabalham na captura e apreensão de um individuo de 17 anos de idade, autor confesso do assassinato da menor Tália Cristina Araújo dos Anjos  de 15 anos de idade no município de Ilha Grande no ultimo dia 03 de julho de 2013.
O menor (17 anos) já indicou e a policia localizou o aparelho celular da vitima jogado em um mangue da cidade. Moradores e familiares da vitima buscam agora localizar um estilete (arma do crime) também jogado na área.

Adolescente, B.S.O. de 16 anos, confessou
o crime durante seu depoimento

Há exatos 30 dias após a morte, a Polícia Civil de Parnaíba prendeu no início da manhã deste sábado o acusado de matar a jovem Tália Cristina Araújo dos Anjos, encontrada morta em um santuário no último dia 3 de julho. O adolescente, B.S.O. de 16 anos, confessou o crime durante seu depoimento na delegacia.

De acordo com o delegado Regional de Parnaíba, Rodrigo Moreira, outras duas pessoas também foram presas, mas devem ser liberadas nos próximos dias. “Foram presos o pai do jovem, pois o celular usado por B., estava habilitado no nome dele, e outro rapaz para o qual B. tentou vender o celular de Tália, após mata-la”, explicou o delegado.
O adolescente foi preso em sua casa após investigação do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública. Segundo o delegado, o motivo do crime seria a desconfiança de que a jovem estava grávida dele. “Eles não namoravam, tinham apenas encontros casuais e ele afirmou no depoimento que matou ela, pois achava que ela estava grávida dele”, contou o delegado.
Semanas após o crime, um laudo pedido pela delegada da Mulher, Maria de Jesus, confirmou que a jovem não estava grávida quando foi morta.
Rodrigo Moreira relatou que em seu depoimento, o jovem estava muito nervoso. Ele foi ouvido, acompanhado pela mãe. “Ele confessou o crime, e chorava a todo momento. B. afirmou que está arrependido do que fez”, descreveu o delegado.
O adolescente está internado provisoriamente no complexo do menor e será apresentado a justiça, com o relatório que o incrimina por homicídio qualificado.
Da redação do Jornal da Parnaíba

Deixe uma resposta