Assis Carvalho envia nota de esclarecimento sobre reportagem do Fantástico

BÁRBARA RODRIGUES, DO GP1
Atualizada em 02/09/2013 – 14h07
 O deputado federal Assis Carvalho enviou uma nota de esclarecimento sobre matéria intitulada “Fantástico:Tribunal de Contas da União investiga Assis Carvalho e mais vinte deputados federais” publicada no domingo (1).

A matéria falava sobre o fato do Tribunal de Contas da União (TCU) investigar 21 parlamentares, entre eles o deputado Assis Carvalho, sobre o uso da cota para exercício da atividade parlamentar e um dos serviços que está no alvo dos auditores é a locação de automóveis. No caso do deputado Assis Carvalho, ele estaria alugando veículos em um estabelecimento que atualmente funciona como uma padaria.

Em nota, o deputado afirmou que onde funciona a loja de aluguel de veículos, também funciona outros estabelecimentos. “Trata-se de um imóvel com quatro pontos, onde funcionam uma padaria (na esquina), uma sorveteria e uma locadora de automóveis, identificadas, além da casa da proprietária”, explica o deputado.

Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Deputado Assis Carvalho(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Deputado Assis Carvalho

Confira a nota na íntegra:

O deputado federal Assis Carvalho (PT/PI) informa que os veículos locados para o exercício do mandato foram alugados à empresa R Fontes G de Almondes (CNPJ 17.495.390/0001-10).

serviço foi prestado normalmente na vigência do contrato, que foi feito de acordo com as regras do Cogep (Gestão de Cotas Parlamentares), que determina que a validade desses contratos seja de três meses, com a possibilidade de uma renovação de mais três meses. A referida empresa teve seu contrato vencido em agosto/2013, sendo regularmente substituída.

A sede da empresa, conforme contrato de locação de imóvel fornecido pelo responsável, fica num dos quatro pontos existentes no endereço Av. Dr. Manoel Aires Neto, 6435-4 Q-50 C-36, Residencial Parque Sul – Bairro Santo Antonio Teresina-PI. Ou seja, trata-se de um imóvel com quatro pontos, onde funcionam uma padaria (na esquina), uma sorveteria e uma locadora de automóveis, identificadas, além da casa da proprietária, conforme fotos em anexo.

As notas fiscais e contratos relativos aos aluguéis foram encaminhados mensalmente ao Cogep, que é o responsável na Câmara dos Deputados pela auditoria dos documentos, e todos foram devidamente aprovados.

Imagem: DivulgaçãoLocal onde seria locado os veículos(Imagem:Divulgação)Local onde seria locado os veículos
Imagem: DivulgaçãoLocal que teria quatro pontos, entre eles, uma locadora(Imagem:Divulgação)Local que teria quatro pontos, entre eles, uma locadora

Deixe uma resposta