Atraso de pagamento de plantonistas do HEDA é devido a auditoria

Há cerca de um mês o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA) está passando por uma auditoria realizada por uma comissão formada por auditores-técnicos e membros da Controladoria Geral do Estado (CGE). Segundo a Secretaria Estadual de Saúde, essa auditoria seria responsável pela suspensão do pagamento de alguns médicos plantonistas do hospital.

Os médicos plantonistas do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde paralisaram suas atividades no dia primeiro de setembro, devido a falta de pagamento dos patões  que vem ocorrendo há três meses. Segundo a Secretaria de Saúde, o mesmo trabalho será realizado em outros hospitais, assim que forem concluídas as ações de auditoria no HEDA.

Desde o dia primeiro de setembro esses profissionais estão trabalhando somente em sua carga- horária de vinte e quatro horas semanais, haja visto que os plantões normais se encontram, rigorosamente, em dia, conforme a tabela de pagamentos do Governo do Estado do Piauí, mas os plantões extras não estão sendo realizados. Os profissionais que paralisaram suas atividades são: cirurgiões, clínicos gerais, obstetras, ortopedistas, pediatras e plantonistas da UTI, efetivos, contratados e prestadores de serviço.

Deixe uma resposta