Áudio revela pedófilo seduzindo garoto até com pipoca e sorvete

A TV Cidade Verde teve acesso exclusivo a um vídeo, e arquivo de áudio, gravado pelo estudante de 14 anos que acusa o pensionista José Abílio da Silva Junior, 48 anos, pelo crime de abuso sexual. No áudio, divulgado nesta quarta-feira (03) em reportagem de Tiago Melo, exibida no Jornal do Piauí, é configurado a investidas do suspeito contra o menor.
Fotos: Arquivo Cidadeverde.com
José Abílio da Sila Júnior.
O áudio tem duração de cerca de uma hora e foi gravado pelo adolescente através do aparelho celular da vítima. No momento retratado, menor e acusado estão se deslocando no carro de José Abílio, para o que o mesmo classifica como “uma simples voltinha”.
Durante toda a gravação, o acusado revela que “gostou” do menor, que o achou “bonitinho”, e que quer ser “amiguinho” do adolescente. As investidas tem o grau de intensidade aumentadas quando o menor revela ser virgem.
Registro do menor durante flagrante da Polícia.
“Que coisa fofa. Vou quebrar esse tabu teu”, disse o pensionista ao estudante. Em outro momento, José Abílio chega a revela que já teve “outros namorados” do “tipo” do menor e que inclusive um “ex-namorado” do acusado teria ido embora para Brasília. O adolescente em questão teria 16 anos.
Fotos: Reprodução TV Cidade Verde
Durante o trajeto, José Abílio convidou o estudante para “assistir filmes e comer pipoca” na casa do acusado.  O áudio exibido pela TV Cidade Verde também revela que o pensionista ofereceu presentes em troca da “amizade”.
“Se tu precisar de um crédito para o celular é só me pedir”, disse ao menor. José Abílio da Silva Júnior foi preso em flagrante no dia 01 de julho deste ano, apenas de cueca, com o jovem de 14 anos em um quarto da casa que habita no bairro Angelim.
De acordo com a delegada de Proteção a Criança e Adolescente, Marcela Maia, o acusado será enquadro pelo crime de abuso sexual, por ter exibido material pornográfico a menores de idade e porque na casa de José Abílio foram encontradas fotografias de adolescentes.
“Após a denúncia contra o José Abílio aparece mais adolescentes que também teriam sido vítimas. Vou solicitar a prorrogação do inquérito para poder ouvir a todos”, revelou a delegada.
Lívio Galeno
Com informações de Tiago Melo
liviogaleno@cidadeverde.com

Deixe uma resposta