Barbosa descarta ser candidato à presidência: há racismo no país

O presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, garantiu que não será candidato à presidência do Brasil nas eleições de 2014 e afirmou que o país ainda vive a intolerância racial não declarada não estando preparado para ter um presidente negro.
Barbosa tem aparecido com relevância nas pesquisas eleitorais para a presidência, principalmente após a onda da manifestações populares por todo o país, mas descarta veementemente a opção de ser candidato. 
“Sou muito realista. Nunca pensei em me envolver em política. Não tenho laços com qualquer partido. O Brasil não está preparado para um presidente negro. Ainda há bolsões de intolerância muito fortes e não declarados. No momento em que um candidato negro se apresente, esses bolsões se insurgirão de maneira violenta contra esse candidato. Já há sinais disso na mídia”, analisou.
Barbosa se declara “um homem de inclinação social democrata à europeia” e afirma que não se sente representado por nenhum partido brasileiro atualmente. “A crise na representação política se traduz em uma insatisfação generalizada que nós assistimos nesses dois meses. Falta honestidade em pessoas com responsabilidade de vir a público e dizer que as coisas não estão funcionando”, pontuou.
O presidente ainda fez duras críticas à forma do Brasil gastar seus recursos. “O Brasil gasta muito mal. Quem conhece a máquina pública brasileira, sabe que há inúmeros setores que podem ser racionalizados, podem ser diminuídos”, argumentou.
Jordana Cury

Deixe uma resposta