CAMPANHA – Fusca do Pirata de Litorânea no Lata-velha

CAMPANHA – Fusca do Pirata de Litorânea no Lata-velha
Articulação da Campanha nas Redes Sociais no Protesto dia 15/02/2014
Horário: 16h00 | Local: Parquinho da Av. Litorânea


13/02/2014 – Luciano Huck se manifesta sobre a Campanha do Pirata da Litorânea:

Desde cedo recebi milhares de mensagens sobre a história do “Pirata da Litorânea”.
Já estamos na missão.
Valeu a todos pelas dicas e olhos abertos de sempre.
Bjs Luciano Huck


Compartilhe a Campanha com a Hashtag:
#AjudaoPirata ‪#‎FuscadoPiratadaLitoranea‬ para o @LucianoHuck

(Facebook, Twitter e Instagram)

OBS.: Seria uma Edição Especial “Lata Velha” e “Lar Doce Lar” pq o fusca era onde ele morava.


O Pirata da Litorânea – Dono do Fusquinha


História do Fusca do Pirata – Entenda o Caso:

O Fusca ano 83 foi comprado em 2009 pelo “artista/ilusionista” Antônio Carlos (mais conhecido como Pirata da Litorânea/Calhau) em Porto de Galinhas em Pernambuco por R$ 6 mil reais e viajou com ele por várias cidades do Nordeste. Pirata escolheu São Luís como cidade para morar e o Fusca era sua residência, ele vive da renda das apresentações que faz na Av. Litorânea interpretando personagens. Para dormir, o artista retirava o banco do carro e dormia à beira mar. O Fusca estava estacionado na Avenida Litorânea desde 2011. No dia 12/02/2014 os agentes da SMTT alegaram que o carro não tinha documentação e por isso precisou ser removido da área. O carro tem grande valor sentimental para Pirata. A ação do tempo e a maresia dificultaram o reboque do carro, pois a lataria estava fragilizada. Agora, o Fusca que acompanhava o artista de rua está no pátio da Secretaria. Até antes da remoção do carro, o artista investia em uma nova pintura com a bandeira do Brasil em homenagem à Copa do Mundo 2014.

Deixe uma resposta