Capa do celular de jovem morta é achada e digitais serão comparadas

A Polícia Civil de Parnaíba continua as investigações para identificar o assassino da adolescente Thalia Araújo dos Santos, 15 anos, que foi encontrada com um profundo corte no pescoço, em um santuário no município de Ilha Grande. A capa do celular da jovem foi encontrada no quintal de uma residência e as impressões digitais colhidas serão comparadas com as digitais dos suspeitos, que, atualmente, são sete. 
                           Foto: Proparnaiba
Entre os supostos envolvidos no crime estão um homem que teria dado esperanças de relacionamento com a jovem; o vigia de um hospital em Parnaíba, que seria casado e mantinha aproximação com a adolescente;  e o terceiro seria uma figura pública.
                          Foto: Portalcostanorte
“Se o vigia do hospital tinha relação com ela, nem as amigas sabiam, mas ele tinha conhecido a jovem recentemente e teria se encontrado com a menina algumas vezes”, destaca o comandante do 2º Batalhão de Parnaíba, coronel Sousa. 
Além da amiga, de ex-namorados, familiares entre eles, o pai de Thalia Araújo estão sendo ouvidos pela polícia. “Estamos intensificando as investigações e não descansaremos enquanto não descobrir o culpado”, finaliza o comandante.

Deixe uma resposta