PI:Criança de 3 anos toca em fio e morre vítima de choque elétrico

Uma fatalidade atingiu a família do pequeno Anderson Matas Alves, de 3 anos. O garoto sofreu uma descarga elétrica e teve morte imediata na tarde de sábado (13), no município de Barras (126 km de Teresina), ao Norte do Piauí.

De acordo com o primo da criança, Francisco Matias, o  choque aconteceu quando Anderson toco em um fio de extensão na casa onde morava com os pais. “O impacto da descarga foi fatal, mas a família ainda levou para o Hospital Regional Leônidas Melo, onde o pequeno já chegou sem vida”, conta o primo.

O menino era uma criança muito alegre e extrovertida. (Veja vídeo no final da matéria). Anderson é filho de Aldair Matias Alves e Conceição. Era o único filho do casal que reside no bairro Pedrinhas I.

A cidade se comoveu com a tragédia, um acidente doméstico que pode acontecer em qualquer família.

Fonte: Com informações do Longah

Ministério libera cerca de R$ 12 milhões para o Piauí

Ministério libera cerca de R$ 12 milhões para o Piauí O Ministério da Integração Nacional autorizou o empenho e transferência de quase R$ 12 milhões para ações de Defesa Civil no Piauí. Os recursos serão aplicados pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado da Defesa Civil (Sedec), em ações de combate aos efeitos da estiagem nos municípios piauienses em situação de emergência. A portaria com a autorização foi publicada nesta segunda-feira (8), no Diário Oficial da União (DOU).

De acordo com a publicação, o prazo para a execução de obras e serviços é de 180 dias, a partir da publicação da portaria.

Para o secretário de Estado da Defesa Civil, Hélio Isaias, esses recursos são fundamentais para amenizar os problemas provocados pela estiagem que atinge o Piauí ao longo dos últimos anos. “Essa liberação permite que o nosso plano de trabalho tenha continuidade. Ainda no ano passado fizemos a solicitação desses recursos através da apresentação do plano de resposta aos efeitos da estiagem, que conta com várias ações para melhorar a convivência com o semiárido, como perfuração de poços e construção de reservatórios, além de ações tidas como mais emergenciais, como o abastecimento através de carros-pipa”, destacou o gestor.

Adolescente é espancado após assaltar mulher no Piauí

O menor identificado pelas iniciais D.F.L., de 17 anos, foi espancado por populares após praticar um assalto na tarde desta segunda-feira (08), por volta das 17h. O roubo e a tentativa de linchamento aconteceram na praça do Rosário, próximo a Maternidade Sigefredo Pacheco, localizada no município de Campo Maior.

Conforme o capitão Paulo, subcomandante do 15º Batalhão da PM, o menor teria levado o celular de uma mulher no local. Após perceberem a ação criminosa, os populares imobilizaram o jovem e o espancaram. O menor sofreu escoriações por todo o corpo.

O capitão contou que o adolescente foi encaminhado para o Hospital Regional da cidade de Campo Maior e logo em seguida, levado para o 1º Distrito Policial.

Fonte: GP1

Ministro das Cidades anuncia a liberação de R$ 24,12 mi para o Piauí

 

O ministro das Cidades, Alexandre Baldy, esteve na sexta-feira (05), no estado do Piauí para visitar as obras em andamento. Baldy anunciou a liberação de recursos da ordem de R$ 24,12 milhões destinados a investimentos em infraestrutura nos municípios de Floriano, Oeiras, Teresina e Parnaíba.

No total, foram repassados R$ 4,94 milhões para Floriano, R$ 2,47 milhões para Oeiras, R$ 8,89 milhões para a capital, Teresina e R$ 7,80 milhões para Parnaíba.

Para o ministro, esse montante que será aplicado em obras de infraestrutura, recapeamento e pavimentação nos quatro municípios vai ajudar a melhorar o dia a dia da população.

Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, em evento dos Progressistas na capital (Crédito: Efrém Ribeiro )
Ministro das Cidades, Alexandre Baldy, em evento dos Progressistas na capital (Crédito: Efrém Ribeiro )

“Recebo todos os dias demandas e solicitações, muitas dessas, por moradia, saúde pública e saneamento. O progresso passa pela mobilidade, pela melhoria das vias públicas. Vim hoje ao Piauí para autorizar obras”, disse Alexandre Baldy .

“Nossa visita é de extrema importância para todos. Essa liberação de mais recursos vai contribuir bastante para o desenvolvimento urbano do estado”, destacou o ministro.

Na ocasião, Baldy ainda tratou das ações e projetos do Ministério das Cidades em andamento na região no âmbito dos programas Avançar Cidades e do Minha Casa, Minha Vida (MCMV).

Meio Norte

Deputados aliados do Governo indicarão prefeituras para receber recursos

Deputados aliados do Governo indicarão prefeituras para receber recursos

Foto: Raimundo Rosa

Deputados federais da base do presidente Michel Temer afirmaram ao G1 que o governo premiará parlamentares fiéis nas votações da Câmara em 2017 com a possibilidade de indicar prefeituras que receberão recursos para compra de ambulâncias e equipamentos odontológicos.

Segundo esses deputados, quem votou contra o governo não terá indicações atendidas. Em nota, o Ministério da Saúde negou e disse que a distribuição dos equipamentos “obedece a critérios técnicos”, sem relação com as votações na Câmara.

“Os recursos para o plano de distribuição dos equipamentos foram autorizados pelo PLN 33/2017, que foi apresentado ao Congresso Nacional em 15 de outubro e aprovado em 30 de novembro do ano passado, ou seja, não há relação com o calendário de votações do Legislativo”, afirmou a pasta.

Em dezembro, o ministério liberou dinheiro para a aquisição de 6,5 mil ambulâncias, 10 mil equipamentos odontológicos e mil vans destinadas ao transporte de pacientes para tratamentos não emergenciais.

Ao todo, informou a pasta, o governo vai desembolsar R$ 960 milhões. Os preços por unidade são os seguintes, segundo o ministério:  ambulância: R$ 80 mil;  consultório odontológico: R$ 25 mil; van de transporte sanitário eletivo: R$ 190 mil.

A portaria que liberou os recursos, publicada em 12 de dezembro, determina que os municípios e estados interessados em obter a verba para financiar a compra dos veículos e equipamentos deverão fazer a solicitação dos itens por meio de um sistema do Ministério da Saúde chamado e-Gestor.

Embora qualquer prefeitura possa fazer a solicitação, deputados ouvidos pela reportagem afirmam que só serão contemplados os pedidos de municípios indicados por parlamentares que votaram com o Planalto no ano passado.

O deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), um dos vice-líderes do governo na Câmara, afirmou que o critério será a fidelidade demonstrada pelo parlamentar.

“É governo ou não é governo? É governo? Recebe. Não é governo? Não recebe. Foi fiel? Recebe. Não foi fiel? Não recebe” , afirmou Perondi.

Perondi admitiu que, ele mesmo, indicou cerca de 20 prefeituras para serem beneficiadas. “É um [prêmio] de companheirismo, de fidelidade”, afirmou.

R10

Saiba quanto cada município do Piauí vai receber do Fundeb em 2018

Saiba quanto cada município do Piauí vai receber do Fundeb em 2018Foto: Reprodução

No dia 29 de dezembro de 2017, foi publicada no Diário Oficial da União (DOU) a estimativa da receita do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos profissionais da Educação (Fundeb) para o exercício de 2018. De acordo com a Portaria Interministerial 10/2017, a previsão total do Fundo para este ano é de R$ 148.331.515,90.

Desse valor, R$ 136.083.959,60 corresponde ao total das contribuições de Estados, Distrito Federal e Municípios, e R$ 12.247.556,40 à complementação da União ao Fundo. São beneficiados com esses recursos federais os mesmos nove Estados dos anos anteriores, a saber: Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco e Piauí.

Essa previsão corresponde a um aumento de R$ 6,4 bilhões ou de 4,57% para 2018 em relação à estimativa de receita para 2017. Esta última foi divulgada pela Portaria Interministerial MEC/MF 8, de 29 de novembro de 2017, que estimou a receita total para 2017 em R$ 141.843.941,70, sendo R$ 130.132.056,60 das contribuições de Estados, Distrito Federal e Municípios e R$ 11.711.885,10 da complementação da União ao Fundo.

O valor mínimo nacional por aluno/ano dos anos iniciais do ensino fundamental urbano foi estimado para 2018 em R$ 3.016,67, correspondendo a um aumento de 3,08% em relação ao estimado para 2017, que foi de R$ 2.926,56.

Para a Confederação Nacional de Municípios (CNM), tanto a receita estimada do Fundeb para 2017, divulgada no último dia 29 de novembro, quanto a estimativa para 2018, divulgada no final de dezembro em 2017, estão baseadas em expectativas irreais. Já em 2017, o desempenho da economia foi ruim, houve uma pequena retomada no crescimento econômico do país, mais ainda temos problemas fiscais e externos que precisam ser solucionados ainda este ano. E todas as projeções e análises do cenário econômico apontam que essas mesmas dificuldades serão enfrentadas pelo país em 2018.

A Confederação explica que, segundo a legislação do Fundeb, no mínimo 45% da complementação deve ser repassada até julho e 85% até 31 de dezembro de cada ano. Isso justifica a diferença de valores no cronograma entre os dois semestres do ano. Os 15% restantes para integralizar a complementação do Fundeb são repassados em janeiro do ano seguinte.

Veja aqui a Portaria 10/2017. Confira aqui os valores que os municípios piauienses receberão para 2018.

Prefeituras não tem data para receber R$ 2 bilhões prometidos por Temer

Para o Piauí, o repasse é de R$ 53 milhões. Destes, R$ 10 milhões serão destinados à Teresina, cidade mais populosa do estado.

Prometido em novembro do ano passado, o Auxílio Financeiro aos Municípios, no valor de R$ 2 bilhões, não chegou às contas das prefeituras em 2017 e não há previsão de quando os recursos serão depositados. Para o Piauí, o repasse é de R$ 53 milhões, sendo de R$ 142 mil para cidades com até 10,3 mil habitantes, chegando a R$ 10 milhões para Teresina, cidade mais populosa do estado.

Ao O DIA, o presidente da Associação Piauiense de Municípios, Gil Carlos, informou que além do sentimento de frustração e decepção, pelo fato do presidente ter prometido os recursos aos gestores municipais durante a Marcha dos Municípios, realizada em novembro, a falta do dinheiro causou prejuízos ao planejamento e ao fechamento das contas no final do ano passado.

“Os municípios se planejaram para utilizar os recursos. Fizeram compromissos, tinha folha de pagamento, décimo terceiro, fornecedores. Após repúdio das entidades municipalistas, o presidente fez no último dia 29 essa Medida Provisória autorizando o repasse, mas ainda deve passar pelo Congresso, então não tem prazo para o recurso chegar. Ele vai chegar, mas não sabemos quando. Torcemos que seja logo assim que o ano legislativo começar”, diz Gil Carlos.

O pedido dos prefeitos era para que o repasse fosse de R$ 4 bilhões, após contato com a equipe financeira, Temer anunciou os R$ 2 bilhões. O dinheiro era contato como receita em 2017, mas a falta de dotação orçamentária impediu o cumprimento da promessa.

Por: João Magalhães

Prefeito Fogoió exonera todos os comissionados de Matias Olímpio

O prefeito de Matias Olímpio, Edísio Alves Maia, o Fogoió, assinou os decretos 82/2017 e 83/2017 exonerando todos os cargos de confiança e/ou comissionados do município a partir de 31 de dezembro de 2017.
Fogoió alega necessidade de realização de reforma administrativa para a organização e composição de novas equipes de servidores públicos e de conter despesas administrativas e operacionais da prefeitura municipal e da Secretaria de Educação.
O prefeito argumenta que houve uma queda de arrecadação e da diminuição das precisões de receitas orçamentárias. Ele garante, no entanto, apesar das exonerações, o funcionamento contínuo dos serviços essenciais do município.
Nos decretos, Fogoió citou, ainda, a obrigatoriedade do cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal, especialmente no que se refere aos índices de folha de pagamento de pessoal.
O gestor de Matias Olímpio decretou também a rescisão, a partir de 31 de dezembro deste ano, de todos os contratos de prestação de serviço firmados com o município e com a Secretaria Municipal de Educação.

Dívidas com Detran poderão ser pagas em até 48 meses via Banco do Brasil

Por meio de termo de cooperação técnica assinado, nesta quinta-feira (21), pelo governador Wellington Dias, piauienses correntistas do Banco do Brasil (BB) poderão quitar suas dívidas em tributos com financiamento do banco em até 48 meses. Os usuários poderão ganhar descontos em pagamentos à vista negociando o valor integral com até 59 dias de carência para a primeira parcela.

Também assinado pelo superintendente regional do BB, Pio Gomes, e pelo diretor-geral do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), Arão Martins, o benefício vai ser voltado, principalmente para dívidas com tributos de trânsito, como multas, emplacamento, e demais taxas de regularização.

O governador Wellington Dias acredita que a medida facilita a vida dos usuários dos serviços públicos do estado do Piauí.” Alguém tem que pagar o IPVA,  ou uma multa de trânsito ou alguma regularização, receber descontos e ainda poder parcelar a dívida. É um objetivo importante, facilitar a vida, permitir vantagens para relações de serviços em áreas do Estado”, destacou Dias.

Pelo acordo feito pela cooperação, o banco antecipa o pagamento, o que também auxilia nas contas públicas. “O Estado tem a vantagem de receber integralmente o valor da taxa e do tributo e o usuário tem a possibilidade de parcelar o pagamento. E isso é um facilitador para  a regularização dos veículos, das taxas, de tudo o que está agregado ao licenciamento do veículo”, revelou o diretor-geral do Detran.

O contribuinte vai poder fazer a negociação parcelada da dívida no próprio celular, através do aplicativo do Banco do Brasil. A negociação também poderá ser feita através de terminais de autoatendimento do banco. “O contribuinte tem, por exemplo, o emplacamento do veículo e naquele momento ele não está com o valor ou com o valor total, o banco financia com o Detran”, garante o superintendente do BB.

Com informações do CCom-PI.