Colega de trabalho confessa ter matado catador de lixo em Parnaíba

O jovem Luiz Felipe Sousa da Conceição, de 23 anos, confessou na noite desta sexta-feira (22/09) na Central de Flagrantes de Parnaíba, no litoral do Piauí, que matou o catador de lixo Irmael dos Santos Oliveira, de 21 anos, por conta de uma negociata de alguns produtos reciclados avaliados em R$ 25 (vinte e cinco reais). O acusado já tem passagem pela polícia por tentativa de homicídio.
Antes de receber voz de prisão, Luiz Felipe buscou atendimento no pronto socorro do Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA) na companhia de um amigo e de uma irmã. Durante a confusão no aterro sanitário de Parnaíba na tarde desta sexta-feira, o acusado também ficou ferido. Ele sofreu perfurações de faca no tórax, no braço e nas costas.
“O Irmael tinha me vendido uns sacos de material reciclável por vinte e cinco reais. Só que hoje ao chegar no lixão flagrei ele repassando os meus sacos para outra pessoa. Eu me chateei e parti pra cima dele. Não lembro muito bem da confusão, pois tinha bebido antes”, informou o acusado.
Luiz Felipe falou como executou o colega em entrevista para a Rede Meio Norte.
(Crédito: Bruno Santana / Tribuna de Parnaíba)
Ainda no hospital, a Polícia Militar apreendeu no bolso de Luiz Felipe, 10 trouxinhas de maconha. Ele informou que é para uso próprio. Segundo o delegado plantonista, Rodrigo Mello Marinho, o acusado foi ferido por um irmão da vítima que ainda não foi identificado pela polícia. O crime segue sendo apurado pela Delegacia de Combate ao Homicídio, Tráfico de Drogas e Latrocínio (DHTL) que tem a frente o delegado Eduardo Aquino.
 
Fonte: Portal MN/Por Kairo Amaral

Deixe uma resposta