DISCURSO DE WELLINGTON DIAS PREJUDICA POBRES NO PIAUÍ

w dias

Deu na coluna Em Tempo do Jornal Diário do Povo:“O Senador Wellington Dias ocupou o espaço na tribuna do senado para tentar negar o óbvio ululante, ou seja, que as pessoas no interior do Piauí não estão comendo carne de rato-rabudo porque estão com fome, e sim porque tem o costume.”

rato rabudo

Tentando tapar o sol com a peneira, politicos dizem que rato é prato típico no Piauí

Ora, todos que tem bom senso sabem que a seca está castigando o Piauí. A zona rural perdeu as roças e as famílias estão passando todas as necessidades. Uma senhora no povoado Brejinho no município de Assunção, em entrevista ao portal Uol, disse que a fome está grande e que os R$ 70,00 (setenta reais) do bolsa família só dão e mal para comprar um pouco de arroz, açúcar, farinha e macarrão. Não sobra para a mistura. Por esse motivo, com a fome e sem dinheiro ela põe arapucas para pegar o rato rabudo. Ela falou que quando consegue caçar um rato é uma festa em casa, porque não aguentam mais comer só arroz com farinha ou farinha com macarrão.

ratos4

Ratos-rabudos na grelha para matar a fome de flagelados da seca no Piauí.

O senador petista ao proferir o bobo discurso tentando convencer o Brasil de que rato é prato típico no Piauí, perdeu uma excelente oportunidade de ficar calado ou usar a tribuna para pedir SOCORRO ao Ministério de Combate à Fome. A seca está deixando muitos piauienses famintos. O Piauí precisa de políticos com coragem de enfrentar a realidade por mais dura que ela seja.

Era a hora certa para conseguir dinheiro para o Piauí socorrer os flagelados pela estiagem. Precisamos de recursos e não, de um senador que está no bem bom e desperdiça o tempo usando os microfones do senado para dar uma de pobre envergonhado.Portal do Delta

Postado por

 

Deixe uma resposta