É guerra! Entidades médicas do país abandonam comissões do Governo

Dilma não consegue o que quer

Dilma não consegue o que quer

Entidades médicas anunciaram que estão deixando câmaras e comissões técnicas do governo numa reação ao Programa Mais Médicos, que prevê a contratação de médicos estrangeiros para trabalhar nas periferias e no interior do país e estágio obrigatório de dois anos no Sistema Único de Saúde (SUS) para alunos de medicina a partir de 2015, além dos vetos da presidenta Dilma Rousseff ao projeto de lei que regulamenta a medicina, conhecido como Ato Médico.

Segundo Geraldo Ferreira, presidente da Federação Nacional dos Médicos (Fenam), ficou acertado, em reunião com Conselho Federal de Medicina (CFM) a Associação Médica Brasileira (AMB), que representantes de 56 sociedades médicas, como de cardiologia e de pediatria, também vão sair dos grupos técnicos coordenados pelo governo.
Publicado Por: Aquiles Nairó

Deixe uma resposta