É moda: prefeitos de MG e Pernambuco ameaçam greve

 CONTRADIÇÕES – Anuncia-se que prefeitos de Minas e de Pernambuco organizam uma greve, fechando as portas de suas prefeituras em sinal de protesto contra a redução dos repasses federais ao Fundo de Participação dos Municípios. Caso aconteça essa aberração, espera-se que nas próximas eleições eles venham a ser rejeitados pelo eleitorado, candidatos à reeleição ou a outros cargos.
Infelizmente, no Brasil, a moda pegou. Convivemos com greves de policiais, de juízes e outras categorias que pela própria natureza deveriam estar impedidos de paralisar seus trabalhos.
O Congresso carrega parte da responsabilidade por essa contradição, pois até hoje não regulamentou o artigo da Constituição relativo às greves no serviço público. Deputados e senadores não querem ficar mal com o funcionalismo público, que vota.

Deixe uma resposta