‘Ele toma café, almoça e janta pensando no PT’, dispara Assis Carvalho contra ex-senador Mão Santa

exclusiva ao portal GP1, o deputado federal Assis Carvalho (PT), rebateu as declarações do ex-senador Mão Santa (PSC) que afirmou que “O PT é uma desgraça que se instalou no Piauí e no Brasil” e as críticas contra o senador Wellington Dias (PT). Mão Santa chegou a dizer que é mais preparado que o Lula e a Dilma Rousseff para a presidência da república.

Imagem: Wanessa Gommes/GP1Ex-senado Mão Santa(Imagem:Wanessa Gommes/GP1)Ex-senado Mão Santa

Segundo deputado Assis Carvalho, o ex-senador deveria cuidar do partido dele e deixa o PT em paz. “Eu acho que se o Mão Santa usasse o tempo dele para fazer o seu partido, ele ganharia mais com isso. Ele é muito preocupado com o PT, parece que ele toma café, almoça e janta pensando no PT. Acho que precisa se preocupar com a vida dele, com as coisas dele, deixa o PT, que o PT sabe viver sozinho e sem o Mão Santa”, disse.

O deputado continuou criticando o Mão Santa e afirmou que a candidatura de Wellington Dias não diz respeito ao ex-senador. “A gente não dá um pitaco sobre a vida dele, então ele faz o que ele quiser com o partido que ele alugou, que a gente faz o que quiser com o nosso partido, que nós criamos, organizamos, forjado na caminhada, forjado na luta, a gente sabe o que a gente quer”, disse.

O deputado federal foi além e afirmou que Mão Santa estaria com ciúmes do partido, devido ao seu crescimento nacionalmente e reafirmou que a candidatura de Wellington Dias é considerada como certa e que quem decidirá no final da eleição será a população.

Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Deputado Assis Carvalho(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)Deputado Assis Carvalho

“[A candidatura] Não depende só do PT, pertence ao povo brasileiro, e isso incomoda essa elite preconceituosa, antiquada, essa elite doente, que não concebe a importância da classe trabalhadora em se organizar, mas não estamos preocupados com a situação por causa do preconceito deles, o PT não vai trair o povo. Sonde o povo, que eles vão dizer se preferem o PT ou preferem o partido de aluguel da qual ele se diz presidente. Então essa é a grande diferença, isso é ciúmes, de um patrimônio construído nas ruas, do movimento sindical, da classe trabalhadora, nas igrejas, nas universidades. Esse pessoal conservador, arcaico e ultrapassado, não compreende essa construção partidária popular. O PT terá sim, por uma reivindicação popular, uma candidatura própria para presidente da república e para o governo do estado do Piauí. E todo partido que quiser isso, que se apresente também e de forma soberana o povo vai escolher quem é o melhor. Aí sim, o povo vai decidir se prefere o PT ou as suas loucuras [do Mão Santa]”, disse Assis Carvalho.

Deixe uma resposta