Eleição de deputado federal no Piauí será a mais acirrada dos últimos anos

Pela primeira vez as cadeiras de deputado federal pelo Piauí serão disputadas por mais candidatos com chances de vencer do que o total de vagas a preencher. Além dos 10 parlamentares que pleitearão a reeleição para mais um mandato, quatro outros nomes irão se habilitar a disputar um mandato. São eles o ex-senador Heráclito Fortes (DEM), a deputada estadual Rejane Dias (PT), o vereador de Teresina Rodrigo Martins (PSB) e, provavelmente, o também ex-senador Mão Santa (PSC). Quem também corre por fora é o atual presidente do Iapep e também ex-deputado e presidente do PDT Flávio Nogueira.

Com isso – e na perspectiva de o Piauí contar apenas 8 cadeiras nas eleições de 2014 – já se especula que apenas três dos atuais deputados manteriam os mandatos (Marcelo Castro, do PMDB, Átila Lira, do PSB, e Paes Landim). Os 7 restantes disputariam as 5 vagas restantes; ou 4, já que muitos analistas avaliam que a deputada Rejane Dias tem a eleição garantida.


Como a eleição de deputado federal é muito disputada e favorecendo aqueles que estão no exercício do mandato, as 10 vagas tinham sempre 11 candidatos fortes brigando por 10 vagas. Agora a situação ganha contorno de uma disputa acirrada pela quantidade de candidatos que querem uma cadeira, o que levará os partidos a buscarem alianças para garantir cadeiras para seus postulantes.

Deixe uma resposta