Francisco Sales critica Fábio Novo e João de Deus e diz que os deputados priorizaram só os mandatos

Imagem: Germana Chaves / GP1Francisco Sales (PT)(Imagem:Germana Chaves / GP1)Francisco Sales (PT)
O presidente do PT de Teresina, Francisco Sales, conversou com a reportagem do GP1 sobre a eleição para a presidência da executiva estadual do partido. Sales disse ser contra um candidato com mandato na disputa, pois, segundo ele, o mesmo tende priorizar o cargo em detrimento a sigla.

Imagem: Germana Chaves/GP1João de Deus (Imagem:Germana Chaves/GP1)       João de Deus

O petista usou como exemplo os deputados estaduais, João de Deus e Fábio Novo, respectivamente ex e atual presidente regional do PT.

“Não é por acaso que defendemos um nome sem cargo político. Nós temos como exemplos disso os deputados João de Deus e Fábio Novo que priorizaram seus mandatos e deixaram de lado a organização do PT. Isso foi algo constatado por nós. Um cargo eletivo delega muita atenção e para ser um bom presidente tem que ter atenção integral. Inclusive, o certo é um candidato que não tenha pretensões de concorrer às eleições de 2014”, avalia.

Imagem: DivulgaçãoDeputado Fábio Novo (PT)(Imagem:Divulgação)Deputado Fábio Novo (PT)

A questão já havia sido levantada pela reportagem do GP1, quando o deputado estadual Cícero Magalhães declarou que vai defender um nome sem cargo para que não haja adequação do mandato ao partido. Em contrapartida, nomes como João de Deus e a suplente de senador Regina Sousa têm sido citados como opções viáveis para disputa.

“Como vou deixar o comando do PT da capital, coloco meu nome à disposição dos meus colegas para uma eventual disputa pela presidência do partido em 2014”, admitiu Sales. A eleição que vai renovar a direção do PT será realizada no dia 10 de novembro deste ano.

Deixe uma resposta