Governo contempla mil famílias com programa de Piscicultura no Piauí

Fortalecer um arranjo produtivo de fácil desenvolvimento, bem como de retorno financeiro rápido. Partindo desta ideia, o governador Wilson Martins deu início à implantação doprograma de fortalecimento da Piscicultura no Piauí, por meio da entrega de equipamentos e insumos para a criação e comercialização do peixe. Ainda em fase de projeto piloto, o programa contemplará mil famílias, contribuindo para geração de emprego e renda.

Imagem: Regis FalcãoLançamento de alevinos do Programa de Fortalecimento da Infra-estrutura da Piscicultura - Lagoa da Velha(Imagem:Regis Falcão)Lançamento de alevinos do Programa de Fortalecimento da Infra-estrutura da Piscicultura – Lagoa da Velha

“Quando pensei neste programa, visualizei um projeto que levasse emprego e renda para os pequenos produtores, a partir de um arranjo produtivo simples de cuidar e que traz lucro rápido. Quero que esses produtores agarrem esta oportunidade e comercializem o peixe, partindo do aprimoramento da técnica que lhes é ensinada pelos técnicos do Governo, e assim não fiquem apenas esperando pelo recurso das bolsas de auxílio do Governo Federal”, ressalta Wilson Martins.

Nessa primeira etapa, o Governo do Estado, através da secretaria Estadual do Desenvolvimento Rural (SDR), propôs a implantação de dez módulos do programa, os quais foram instalados nos seguintes municípios: Patos do Piauí (barragem de Patos), Francisco Macedo (barragem de Estreito), Conceição do Canindé (barragem Pedra Redonda), Oeiras (barragem Paulinas), Luzilândia (Lagoa do Cajueiro), Piracuruca (barragem Piracuruca), Curimatá (barragem Algodões II) e Landri Sales (Lagoa da Velha). Também está prevista a implantação do programa em Madeiro e São Miguel do Tapuiu ou Pio IX, finalizando os trabalhos.

“Também estamos em processo de construção dos galpões, que servirão de local para armazenar o peixe, bem como suporte para sua comercialização. As obras nos municípios de Patos, Conceição do Canindé e Oeiras já foram concluídas, devendo iniciar os trabalhos em Landri Sales”, explica Carlos Domingos, superintendente da Agricultura Familiar da SDR.

Dentre os equipamentos que compõem o kit estão: tanques-rede, boias, bombas plásticas, caixas térmicas, balança, alevinos, coletes salva-vidas, máquinas de fabricação de gelo e freezer horizontal. No programa também está incluso o custeio de insumos, suprindo com infraestrutura pública a melhoria das condições de produção, comercialização e gestão das atividades aquícolas e correlatos. Para instalação de cada módulo são investidos R$285 mil, oriundos do Tesouro Estadual, através de um convênio com o Banco Mundial.

Imagem: Francisco LealGovernador entrega kits de piscicultura na Barragem Salinas(Imagem:Francisco Leal)Governador entrega kits de piscicultura na Barragem Salinas


Capacitação para gestão do negócio
Além de fornecer os equipamentos para a criação e comercialização dos peixes, o Governo do Estado também está aguardando a finalização do processo de licitação para contratação deempresa que ministrará os cursos de Técnicas de cultivo em tanques-rede e Gestão em negócios e pessoas. Os cursos estão previstos para iniciar ainda no segundo semestre deste ano.

“Entendemos que a capacitação é uma forma de fazer com que o programa prospere, dando maiores condições para que os piscicultores conduzam o negócio de forma produtiva e rentável”, argumenta Carlos Domingos. 

Deixe uma resposta