"Há muitos para colocar para fora", diz presidente do STF sobre aposentadoria de juiz piauiense

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, atacou o que chamou de “conluio entre juízes e advogados” e afirmou que essa situação revela o que existe de mais “pernicioso” na Justiça brasileira.

Imagem: Nelson Jr./SCO/STFJoaquim Barbosa: prisão imediata rejeitada(Imagem:Nelson Jr./SCO/STF)Joaquim Barbosa

Barbosa fez as declarações em uma sessão no Conselho Nacional de Justiça (CNJ) que decidiu aposentar o juiz João Borges de Sousa Filho, da comarca de Picos, acusado de beneficiar advogados. “Há muitos (juízes) para colocar para fora. Esse conluio entre juízes e advogados é o que há de mais pernicioso. Nós sabemos que há decisões graciosas, condescendentes, absolutamente fora das regras”, afirmou. Barbosa disse que é preciso ter transparência nas reuniões.

Único a votar contra a aposentadoria do juiz do Piauí na reunião do CNJ, o conselheiro Tourinho Neto fez o contraponto a Barbosa durante o debate. Desembargador da 1ª Região, Tourinho disse que não é possível inferir que toda relação de juiz e advogado é interesseira. “Juiz não pode ter amizade nenhuma com advogado? Isso é uma excrescência. (…) Fui juiz do interior da Bahia, tomava uísque na casa de um, tomava cerveja na casa de outro, e isso nunca me influenciou”, disse.

Imagem: Portal FCSJoão Borges de Sousa Filho(Imagem:Portal FCS)      João Borges de Sousa Filho

O desembargador respondeu ainda às críticas de Barbosa e disse que ele era “mais duro que o diabo”. Tourinho afirmou ainda que os juízes estavam acovardados enquanto Barbosa gozava da notoriedade obtida com a relatoria do processo do mensalão: “Quem sabe não será o próximo presidente da República?”

*Com informações do Terra

Deixe uma resposta