Jovem de 12 anos leva choque ao sentar em ponto de ônibus na capital

“Isso aconteceu logo quando ela já estava conquistando a independência dela e voltando sozinha do colégio para casa. Estamos com medo”, disse Karliana Lima, mãe da jovem de 12 anos que levou um choque quando estava em um ponto de ônibus na avenida Miguel Rosa, no bairro Piçarra, zona Sul de Teresina (PI). O acidente aconteceu por volta de 12h da última quinta-feira (23).
Fotos: Lívio Galeno/Cidadeverde.com
Mão da criança com dedos inchado e pequeno corte. 
“Eu tenho costume de pegar ônibus aqui na parada todo dia há mais ou menos seis meses. Dessa vez, foi só sentar e eu sento como se estivesse levando um chute muito forte. Caí e fiquei zonza, e fui socorrida pelas minhas amigas”, conta a adolescente, com nome preservado a pedido da família. 
A menor fala que após 24 horas do registro do acidente, ainda sente tonturas, vista turva e dores de cabeça. Ela ficou com dois dedos da mão direita inchados e um corte no dedo indicador. 
O ponto de ônibus está localizado a poucos metros de um colégio de ensino médio e é referência para o transporte de estudantes. A parada possui mobiliário urbano, painéis de propaganda que usam iluminação interna para visualização dos anúncios durante a noite.
“Só conseguimos agendar um médico para hoje. E após a consulta, vamos registrar um boletim de ocorrência no 1º Distrito Policial. Até ligamos para o colégio para informar que a parada estava dando choque, para que não aconteça de novo com alguém que estuda lá”, declarou Conceição Lima, avó da garota. 
A adolescente não foi para o colégio nesta sexta-feira e revela que está com medo de se encostar em outros pontos de ônibus devido os casos de morte por descarga elétrica ocorridos em Teresina nos últimos anos. 
O Cidadeverde.com esteve no local e pode constatar a existência de fios descascados e expostos, de fácil contato com a população que frequenta o local. 
“Depois que aconteceu isso, começaram a aparecer as histórias de que outras pessoas já haviam levado choque no mesmo local”, contou a adolescente. 
A Superintendência de Transportes e Trânsito (Strans), responsável pela manutenção dos pontos de ônibus, informou ao Cidadeverde.com que uma equipe da empresa contratada para gerenciar o serviço foi deslocada para o local para fazer a manutenção. 
Lívio Galeno (flash)

Deixe uma resposta