Jovem é morto com mais de 10 tiros em garagem de ônibus

Uma perseguição na rua terminou em morte na garagem de uma empresa de ônibus de Teresina (PI). A vítima, identificada preliminarmente pela polícia como Emerson “Piranha”, foi alvejada com mais de 10 tiros na tarde desta sexta-feira (5) no bairro Santa Luzia, zona Sul. 

Geísa Chaves/Cidadeverde.com
De acordo com o tenente Monteiro, das Rondas Ostensivas de Natureza Especial (Rone), testemunhas relataram que um carro preto, modelo Gol, foi visto por Emerson na rua Santa Efigênia, onde fica a capotaria na qual ele trabalhava. A vítima tinha saído para fechar o carro do seu patrão e saiu correndo ao perceber que o veículo escuro se aproximava.
Emerson tentou se refugiar na garagem da empresa Editur, mas não conseguiu escapar dos tiros, sendo atingido por 10 ou até 15 disparos – o número exato só será confirmado após laudo cadavérico. 
Tenente Monteiro, da Rone, acompanhou a ação
Parentes de Emerson afirmaram desconhecer o envolvimento dele com crimes. Ele tinha 18 anos e morava na Vila Costa Rica. 
César Barroso, proprietário da Editur, informou que Emerson era funcionário de um prestador de serviços seu, que consertava bancos dos ônibus. Esse parceiro declarou ao empresário que o rapaz era uma pessoa pacata. 
César explica que vítima trabalhava em prestadora de serviços da Editur
O local foi isolado pela polícia. A Delegacia de Homicídios já investiga o caso. O corpo da vítima, de blusa branca e calção vermelho, foi levado pelo Instituto Médico Legal no final da tarde.
No portão da empresa, também é possível ver duas marcas de tiros disparados dos carros suspeitos. César Barroso declarou que ele e seus funcionários viveram momentos de tensão e agonia na hora dos disparos.
A polícia militar, através da Força Tática do 6º Batalhão, iniciou diligências em busca dos acusados logo após o crime.
Fábio Lima
fabiolima@cidadeverde.com

Deixe uma resposta