Legistas exumam cadáver de homem em cemitério da zona rural de Cocal

                Suspeita de homicídio 
Foi realizado ao final da tarde dessa sexta-feira(09/08) na localidade Jacarandá, distante 16 km da cidade de Cocal da Estação, a exumação de um cadáver identificado como Raimundo Graciano Gomes, enterrado em uma cova de cemitério naquela localidade há cerca de 4 anos.
Raimundo Graciano morreu com 35 anos, às 16hs, do dia 12 de agosto do ano de 2009, no hospital estadual Dirceu Arcoverde em Parnaíba, onde deu entrada como vítima de uma bebedeira, chegando a ficar em coma e morrendo depois.
A exumação do corpo foi solicitada pela família de Graciano, onde a juíza de Cocal, Dra. Maria do Perpetuo do Socorro Ivani Vasconcelos, ordenou ao IML que fizesse a exumação, após despacho encaminhando a secretaria de segurança pública.
O hospital estadual Dirceu Arcoverde assinou o óbito de Raimundo Graciano por morte natural, uma vez que a família não aceitou a hipótese, levando o caso aos pares da justiça.
Veja fotos e legendas
Túmulo de Raimundo Graciano Gomes, em um cemitério da localidade Jacarandá
Homens começam o serviço de cavamento
           Restos mortais de 4 anos embaixo da terra

Deixe uma resposta