Morador de rua é esfaqueado em briga e escreve telefone na igreja

                  Fotos: Herbert Almeida Vítima esfaqueada.
Homem foi esfaqueado no pescoço e escreveu com sangue suposto telefone de parentes em muro da São Benedito.
Uma briga entre moradores de rua quase acaba em morte no Centro de Teresina. O fato aconteceu por volta das 13h desta quarta-feira (04) na praça da Liberdade, próximo ao Instituto Federal de Tecnologia do Piauí (IFPI).
Segundo populares, dois homens e uma mulher estavam bebendo quando se iniciou uma briga. Um homem identificado como Tiago esfaqueou outro morador de rua ainda não identificado no pescoço. 
                   Número escritos com sangue.
A vítima ainda saiu correndo em direção a Igreja de São Benedito e escreveu com sangue o número, provavelmente de telefone, 64-9699-1079. Em seguida foi em direção ao convento São Benedito, já na avenida Frei Serafim, e caiu desfalecido.
               Rastro de sangue em frente ao Convento São Benedito.
Por todo o trajeto é possível ver manchas de sangue. Segundo o desempregado, Hebert Almeida Silva, que passava pelo local no momento do ataque, o motivo da briga entre os dois homens foi a bebida. 
                 Acusado, que recebeu identificação de Tiago.
“Eles estavam na praça e começaram a brigar. Um deles passou a faca no pescoço do outro, próximo da orelha. O ferido foi para a igreja e escreveu o número dos parentes em Brasília. Foi o que disseram aqui. Depois ele caiu no chão e a ambulância veio socorrê-lo”, descreve a testemunha.
O suspeito do crime foi preso por volta de 13h30 pela Polícia Militar do Piauí próximo ao local do crime. De acordo com tenente Juraci Félix, do 1º BPM, os dois homens já tinham rixa pessoal antiga.
“Ainda não temos a informação de que a vítima sobreviveu. Mas foi levado ao HUT porque a nossa primeira intenção era salvá-lo”, disse.
O Tiago, acusado da tentativa de homicídio, disse ao Cidadeverde.com que a vítima já teria tentado lhe matar e apontou uma cicatriz na altura das costelas. “Ele já tinha tentado furar meu pulmão. Espero que ele morra”, falou.
O tenente Juraci Félix informou ao Cidadeverde.com que o ferido, ainda sem identificação, está sendo atendido, nesta tarde, por uma junta médica no Hospital de Urgência de Teresina (HUT). 
“O estado de saúde é considerado grave e o ferido ainda está inconsciente, em coma. Mais tarde, será divulgado um novo boletim sobre ele”, informou o militar.
cidadeverde.com

Deixe uma resposta