Novas denúncias relatam mais problemas na educação de Caxingó do Piauí

 

 

A redação deste portal recebeu mais uma denúncia em que envolve a Prefeitura de Caxingó e mais uma vez se tratando da educação daquele município. O Prefeito da cidade Washington Luiz (PMDB) foi alvo de comentários negativos, após publicarmos uma matéria no dia 07 do referido mês, sobre os salários dos professores de Caxingó-PI que participaram de uma espécie de sorteio para saber quem receberia salário.

Nossa reportagem recebeu outra denúncia de uma professora que sofreu assédio moral por parte da Secretária de Educação do município que teria acusado a mesma de ter nos enviado vários prints de grupo de whatsapp dos professores daquele município, em que o conteúdo da conversa seria justamente o sorteio para saber quem receberia seus salários.

Há relatos de que a Secretária adentrou o local de trabalho da professora de uma forma mal educada, já acusando a mesma de ter nos enviado os prints. A professora relata que não havia enviado print algum, para quem quer que seja, mas mesmo assim a secretária estava irredutível e afirmava que a professora havia enviado o material para este portal.

Em uma página da rede social, a professora fala sobre o ocorrido, ela relata a atitude infeliz que a secretária tomou, a professora afirma que se realmente quisesse postar algo, ela relataria vários episódios gravíssimos que vem ocorrendo nas escolas do município.

Ela citou ainda alguns episódios, onde a mesma caracteriza como “aberrações”, que por sinal, chamamos a atenção do Mistério Público e até mesmo a esfera policial, pois a professora relatou na postagem que há casos que vem acontecendo que precisa realmente de atenção dos poderes. A professora afirmou que há professores maltratando alunos dentro da sala de aula, tanto com palavras de baixo calão, como agressões físicas.

“Se quisesse realmente postar algumas coisas, eu já tinha falado várias aberrações que está acontecendo. Como por exemplo, professor puxando orelha de aluno, professor chamando alunos de urubus, professor colocando o filme Annabelle (filme de terror) para alunos assistirem. Então será que fui eu que fiz tudo isso? Agora fui eu que fiz”. disparou a professora

Portanto, de acordo com a forma que a professora relatou, essa é uma denúncia gravíssima que precisa ser investigada, pois esse tipo de situação não pode acontecer de forma alguma, seja no ambiente escolar ou familiar. Atenção Ministério Público!

Confira o print da denúncia:

 

Deixe uma resposta