"O tempo do PT se esgotou", declara Heráclito sobre pesquisas

O ex-senador do Piauí Heráclito Fortes (DEM), avaliou as pesquisas divulgadas ontem (18) em que a Lula aparece com maior possibilidade de eleição que Dilma Rousseff. “O tempo do PT se esgotou. Para se candidatar, Lula terá que reconhecer o fracasso de sua última escolha”, disse o democrata.
De acordo com a pesquisa do IBOPE, Dilma Rousseff aparece em primeiro lugar com 33% das intenções de voto. Marina Silva, em segundo, com 22%, Aécio Neves em terceiro com 13% e Eduardo Campos em quarto com 5% das intenções. Ao substituir Dilma por Lula, o ex-presidente aparece com 41%, Marina com 18%, Aécio com 12% e Eduardo Campos com 3%.
“Até pouco tempo, Lula se vangloriava de eleger um poste. Agora o problema é sustentar o poste. Essa é a vitória dos petistas que querem a volta do Lula, porque ele apresentou a imagem de Dilma contrariando a todos do partido. Ele atropelou a lógica partidária”, analisou o ex-senador.
O democrata ainda compara a realidade de Lula a do senador Wellington Dias (PT) nas últimas eleições. “Wellington se candidatou mesmo contrário ao que o partido previa. O PT seria vice na chapa do PTB, já estava certo, e ele resolveu se candidatar”.
Para Heráclito, o crescimento de Marina Silva se deve ao “boicote” que ela tem sofrido pelo PT. “Marina foi beneficiada por esse boicote. O PT a teme. Ela está sem partido e hoje há uma rejeição aos partidos. Isso tudo está a favor dela, mas não dá para dizer quem, no final, será beneficiado por este momento em que o Brasil vive”, opinou.
Sobre a gestão Dilma, Heráclito fez duras críticas: “Sair pelo Brasil distribuindo ambulância não é papel de presidente, é papel de prefeito. Não vejo nenhum fato a ser comemorado no governo de Dilma”, declarou.

Jordana Cury

Deixe uma resposta