Piauí investiga dois casos suspeitos de febre amarela

 

Piauí investiga dois casos suspeitos de febre amarela O Ministério da Saúde atualizou na terça-feira (30), as informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde sobre a situação da febre amarela no país. No Piauí, no período de 1º de julho/2017 a 30 de janeiro de 2018, foram notificados três casos, um foi descartado e outros dois estão sendo investigados.

A secretaria de Saúde do estado emitiu alerta para cerca de 57 municípios piauienses sugerindo maior cuidado pelo fato se limitarem com estados que apresentaram notificação de casos da doença.

Avelino Lopes, Barreiras do Piauí, Caracol, Corrente, Cristalândia, Curimatá, Dirceu Arcoverde, Dom Inocêncio, Julio Borges, Sebastião Barros são exemplos de municípios que fazem fronteira com a Bahia, estado que já registrou casos, portanto, devem intensificar suas ações na prevenção da doença.

A febre amarela é transmitida por meio de vetor (mosquitos dos gêneros Haemagogus e Sabethes no ambiente silvestre). De acordo com o Ministério, o último caso de febre amarela urbana foi registrado no Brasil em 1942, e todos os casos confirmados desde então decorrem do ciclo silvestre de transmissão.

Deixe uma resposta