PMDB ameaça não apoiar Ciro se perder vaga de vice em 2018

O PMDB ameaçou nesta terça-feira (28) não apoiar a reeleição do senador Ciro Nogueira, caso o partido não fique com a vaga de vice na chapa do governador Wellington Dias em 2018. O presidente nacional do Progressistas defende uma pesquisa para escolher o nome. A proposta foi rechaçada no PMDB, que disse já ter acordo com o governador e o nome para ocupar o posto: o do presidente da Assembleia Legislativa, Themístocles Filho.

Ontem, a executiva do partido se reuniu em Teresina e bateu o martelo em torno do nome de Themístocles. “Todos os deputados hipotecaram solidariedade e confiança no Themístocles. Não tem outra posição no partido. Agora, se em março ou abril acontecer algo que não seja isso, aí o PMDB vai se reunir para tomar outra decisão”, afirmou o líder do PMDB na Alepi, deputado João Madison.

O plano B do PMDB, caso não fique com a vaga de vice, é apoiar o ex-governador Wilson Martins (PSB) para senador.

“O PMDB quer votar no senador Ciro, agora se o que estão dizendo for verdade, que o senador Ciro está colocando empecilho para que o PMDB participe da chapa majoritária, o PMDB vai tomar uma decisão também de não apoiá-lo numa candidatura a senador. Esta foi a decisão. Ele é meu amigo pessoal, eu quero votar nele, e espero que isso não seja verdade. Se for verdade vamos apoiar outro candidato. Temos aí o Wilson Martins que é um amigo também e não vejo motivo para o PMDB apoiar alguém que não quer o PMDB na chapa”, declarou.

Nesta quarta-feira, o presidente do PMDB, Marcelo Castro, deve se reunir com o governador Wellington Dias em Brasília para tratar do assunto.

Hérlon Moraes

Deixe uma resposta