Polícia Federal deflagra operação e prende pelo menos duas pessoas na zona sul de Teresina

A Polícia Federal deflagrou no início da manhã desta quinta-feira (27) a operação “Santo Antônio” e prendeu duas pessoas na região do bairro Macaúba, na zona sul de Teresina. O objetivo da operação era desbaratar uma quadrilha acusada de realizar assaltos a bancos e a agências dos Correios em municípios do Piauí e em outros estados.

Imagem: Brunno Suênio/GP1Superintendente Tarcísio Alves em coletiva(Imagem:Brunno Suênio/GP1)Superintendente Tarcísio Alves em coletiva

Em entrevista coletiva da Polícia Federal, o delegado Reinaldo Camelo, que responde pelo Departamento de Crimes Contra o Patrimônio, afirmou que a operação cumpriu 8 mandados de prisão e que foi um trabalho em conjunto com a polícia civil.

O delegado afirmou que os comandos para os assaltos partiam de dentro dos presídios. Mesmo sendo oito mandados de prisão, sete dos acusados já estavam presos na Casa de Custódia. O outro mandado foi cumprido em Teresina. Além disso, uma mulher, que é casada com um integrante da quadrilha, foi presa em flagrante por porte ilegal de armas. Os dois presos nesta quinta-feira foram encaminhados para a sede da Polícia Federal.

Imagem: Brunno Suênio/GP1Mulher foi presa por porte ilegal de arma(Imagem:Brunno Suênio/GP1)Mulher foi presa por porte ilegal de arma
Imagem: Brunno Suênio/GP1Mulher é presa em flagrante(Imagem:Brunno Suênio/GP1)Mulher é presa em flagrante

O delegado Reinaldo Camelo afirmou que as investigações contra a quadrilha se iniciaram em setembro de 2013, após o assalto a uma agência da Caixa Econômica na cidade de Campo Maior. Com a investigação, os policiais descobriram que a quadrilha era formada em sua maioria por membros da família de João Alves, mais conhecido como “Velho Zeza”, 69 anos, que liderava a quadrilha. O delegado intitulou a quadrilha de ‘grande grupo integrado em família’.

Imagem: Brunno Suênio/GP1Delegado da Polícia Federal Reinaldo Camelo(Imagem:Brunno Suênio/GP1)Delegado da Polícia Federal Reinaldo Camelo

A Polícia Federal acabou realizando as investigações juntamente com a polícia civil, após descobrirem que a quadrilha também havia assaltado agências do Bradesco e do Banco do Brasil, onde a polícia civil já estava realizando as investigações. As duas polícias decidiram trabalhar então em conjunto com o objetivo de desbaratar a quadrilha que também agia em vários estados, como o Pernambuco e a Bahia.

Segundo o delegado da polícia civil Lucio Keiko, no decorrer das investigações, a polícia civil já havia prendido seis pessoas. Sendo uma na Bahia, duas em Pernambuco e as outras três em Teresina.

Imagem: Brunno Suênio/GP1Delegado Lúcio Keiko(Imagem:Brunno Suênio/GP1)Delegado Lúcio Keiko
Imagem: Brunno Suênio/GP1Homem que foi preso(Imagem:Brunno Suênio/GP1)Homem que foi preso
Imagem: Brunno Suênio/GP1Homem preso(Imagem:Brunno Suênio/GP1)Homem preso


Atualizada 10h20

A Polícia Federal deflagrou no início da manhã desta quinta-feira a operação “Santo Antônio” e prendeu pelo menos duas pessoas na região do bairro Macaúba, zona sul de Teresina.

Os policiais utilizaram veículos descaracterizados para não chamar a atenção dos alvos. Uma das prisões aconteceu próximo à Rua Climério Bento Gonçalves. Os acusados têm envolvimento com tráfico de entorpecente e assaltos a bancos.

Imagem: Brunno Suênio/GP1Polícia Federal(Imagem:Brunno Suênio/GP1)Polícia Federal

Estão sendo cumpridos 8 mandados de prisão e 13 de busca e apreensão nas cidades de Teresina, Campo Maior, Pedro II e Petrolina (PE).

Os acusados fazem parte da quadrilha, presa na operação “Pioneiros”, em maio do ano passado. O grupo era liderado por João Alves, mais conhecido como “Velho Zeza”, 69 anos.
Segundo a justiça, a quadrilha movimentou em 2012 o valor de R$ 2 milhões . A droga era recebida dos Estados de Minas Gerais e Mato Grosso.

Entre os materiais que já foram apreendidos e levados para a sede da Polícia Federal em Teresina encontram-se machados, enxadas e uma motocicleta preta.

Imagem: Brunno Suênio/GP1Policiais com objetos apreendidos(Imagem:Brunno Suênio/GP1)Policiais com objetos apreendidos

Confira abaixo a nota divulgada pela Polícia Federal sobre a operação!

A Polícia Federal no Piauí comunica que, nesta data (27/02), foi desencadeada a Operação ‘Santo Antonio”, em parceria com a Polícia Civil, ocasião em que foi dado cumprimento a 08(oito) Mandados de Prisão Preventiva e 13(treze) Mandados de Busca e Apreensão expedidos pela 3ª. Vara da Justiça Federal, Secção do Piauí e pela Justiça Federal – Vara Única de Caxias/MA, objetivando desarticular uma quadrilha baseada em Teresina/PI, com suporte e atuação nos Estados do Maranhão e Pernambuco, especializada na prática de roubos a bancos, fazendo uso de explosivos, casas lotéricas e agências dos Correios.

A quadrilha ora presa teve participação nos roubos às agências da Caixa Econômica Federal de Campo Maior/PI(20.08.2013), fazendo uso de explosivos, à agência do Bradesco, Casa Lotérica e aos Correios da cidade de Afonso Cunha/MA(29.08.2013), fazendo uso de explosivos, aos Correios da cidade de Amarante/PI(23.10.2013), aos Correios de Demerval Lobão/PI(07.11.2013) e às agências do Banco do Brasil e do Bradesco da cidade de Amarante/PI, fazendo uso de explosivos, em data de 03.11.2013.

A operação contou com a participação de 64(sessenta e quatro) policiais desta Superintendência Regional, bem como das Delegacias de Polícia Federal em Parnaíba/PI e Caxias/MA, ocasião em que foram também apreendidas drogas, armas e munições em poder das pessoas presas.

Após o cumprimento das formalidades acima citadas, os presos serão encaminhados à Casa de Custódia de Teresina/PI, onde ficarão à disposição da Justiça.

Às 10:30H será concedida uma entrevista coletiva no auditório desta Regional, ocasião em que serão fornecidos os detalhes da operação.

Deixe uma resposta