Polícia Federal nega sumiço de malas com dinheiro de Geddel

A Polícia Federal negou a informação do escrivão Francisco Antônio Lima de Sousa de que duas malas de dinheiro apreendidas com em apartamento ligado ao ex-ministro Geddel haviam sumido. De acordo com a PF, todo o dinheiro foi encaminhado a Brasília.

O relatório feito pelo escrivão Francisco Antônio apontou que apenas 7, das 9 malas apreendidas na Bahia chegaram até Brasília, sede das investigações. Ao O Globo, a Polícia Federal informou primeiramente, que as 2 malas estavam na Bahia, mas depois fez a correção.

  • Foto: Polícia FederalDinheiro encontrado pela Polícia FederalDinheiro encontrado pela Polícia Federal

De acordo com a polícia, não houve extravio de malas e nem do dinheiro. Os R$ 51 milhões foram apreendidos, contados e depositados numa conta judicial.

No relatório produzido, o escrivão relatou a ausência das malas. “Certifico que quando do recebimento do material encaminhado pela SRIPF/BA, referente à Operação Tesouro Pedido, através dos memorandos nº 3530/2017, 3531/2017 e 3532/2017, foi constatado a presença de somente 7 malas, sendo 6 grandes e 1 pequena, quando no Auto de Apreensão relaciona 9 malas, sendo 6 grandes e 3 pequenas”,escreveu.

Deixe uma resposta