Polícia indicia motoristas por colisão na BR 343 que deixou dois mortos

A Polícia Civil do Estado do Piauí indiciou os motoristas Daniquerson Luan da Silva Pereira e Mário Bibiano da Silva por crimes dolosos no trânsito. Os condutores colidiram no dia 16 de junho deste ano. Duas pessoas morreram no acidente.
Fotos: Arquivo Cidadeverde.com
“É uma nova tendência. Todo caso com essas características será considerado doloso. Os indiciados passam a responder na justiça comum, não mais por crimes de trânsito. Assim, pode ter penas maiores”, informou o delegado-geral, James Guerra.
De acordo com investigações, o veículo modelo Veloster vinha a mais de 130 km/h. O inquérito mostra que Daniquerson, o motorista, tentou ultrapassagem indevida na BR 343, mas a manobra não foi concluída. 
“O Mário Bibiano estava no outro sentido. Vinha na faixa correta, mas tinha se envolvido em dois acidentes anteriores na zona urbana de Teresina. Foi comprovado que ele estava embriagado”, explica o agente civil de polícia.
O trabalho concluiu, ainda, que o Daniquerson vinha de Altos para Teresina com objetivo de participar de uma competição de sons automotivos. Mas em depoimento, um dos policiais rodoviários federais que atenderam o caso o condutor não tinha condições de guiar veículos. 
“O policial disse que o motorista estava com sinais claros de embriaguez. Com nossa conclusão, esperamos que os acusados sejam levados a júri popular. Ainda tem outro agravante: Daniquerson não possui CNH. Então, pela parte dele, o caso não pode ser considerado acidente”, revela James Guerra.
No acidente, morreram Luis Ferreira da Costa Júnior e Nayla Geovana Sales da Silva, 16 anos, natural de Altos.

Deixe uma resposta