Policia prende acusados de assalto ao ônibus da Guanabara que faz linha Luis Correia/Parnaíba a Teresina.

DSC_0671
Arma e objetos apreendidos em posse do bando (Foto Campo Maior em Foco)

Durante as investigações do assalto de um ônibus da empresa Guanabara ocorrido na semana passada no município de Campo Maior, a polícia prendeu mais três acusados pelo crime no fim da tarde de ontem (24). 

O mentor do assalto seria Josivan Medeiros Lima, conhecido como Pardal, que foi preso em uma casa, na Rua Coronel Eulálio Filho, no centro da cidade. Com ele a polícia apreendeu celulares, relógios e carteiras que seriam das vítimas. A polícia ainda prendeu um homem identificado como Betinho.
Os mandados foram expedidos pelo juiz Edson Alves da Silva, da 1ª Vara Criminal de Campo Maior e foi cumprido pelos policiais da Força Tática e do Serviço de Inteligência da Polícia Civil, sob o comando das delegadas Ana Luiza e Alexnadra Santos.
A delegada Ana Luíza explicou que Pardal foi reconhecido por testemunhas e vítimas do assalto e com essas informações a polícia solicitou os mandados de busca e apreensão e também de prisão do acusado. “Para a polícia não há duvidas de que ele participou efetivamente do assalto”, informou a delegada Ana Luíza.
A delegada afirma que além da participação de Pardal, a polícia não tem mais dúvidas do envolvimento de Francisco Oliveira Lins, o Manin, que está preso. “Tanto o Pardal, quanto o Manin serão indiciados no inquérito”, confirma a delegada.
O assalto ao ônibus da Guanabara aconteceu na madrugada do dia 17 de outubro, na BR-343, próximo a Campo Maior. Um dos passageiros foi baleado e vários pertences foram levados. A maioria desses objetos foram apreendidos pelos policiais nessa quinta-feira.  A arma do crime também foi apreendida. “Agora o crime está 100% esclarecido”, confirmou o chefe de investigação Giuliano Alencar. (Reveja)
Fotos: Campo Maior em Foco. 
DSC_0657
DSC_0654
DSC_0651
Leia mais no Portalodia.com

Deixe uma resposta