Três homens são presos suspeitos de matar a dentista Cinthya Magaly queimada

A Polícia Civil de São Paulo procura um quarto suspeito de participar da morte da dentista Cinthya Magaly Moutinho de Souza, de 47 anos, em São Bernardo do Campo, no ABC. Segundo as investigações, Tiago de Jesus Pereira, de 24 anos, participou do assassinato, ocorrido na quinta-feira (25), no consultório da vítima.

Na madrugada desta sábado, dois homens e um adolescente suspeitos foram presos uma casa na Favela Santa Cruz, no limite entre Diadema e São Bernardo. Segundo a polícia, eles não reagiram. Outro menor também foi detido porque, segundo os policiais, abrigava o trio.

Jonathan Cassiano Araújo, de 21 anos, é um dos presos. Ele foi reconhecido pela própria mãe nas imagens divulgadas pela polícia do circuito de segurança de uma loja de conveniência onde o cartão da vítima foi usado. O outro é Victor Miguel Souza Silva. Um menor com a mão queimada foi o terceiro detido. A mãe de Jonathan é a dona do carro usado pelo grupo suspeito do crime.

Victor Miguel Souza (à esq.) e Jonathan Cassiano, presos neste sábado(Imagem:Divulgação/Polícia Civil)   Victor Miguel Souza (à esq.) e Jonathan Cassiano, presos neste sábado

Os suspeitos, cujas prisões temporárias já foram decretadas pela Justiça, foram levados à sede do Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), no Centro da capital, na manhã deste sábado. Jonathan e o menor pintaram os cabelos de loiro para tentar despistar.

Assim que chegou ao DHPP, o delegado geral da Polícia Civil, Maurício Blazek, falou que o crime foi esclarecido. A arma que teria sido usada no crime foi apreendida.

Crime

Cinthya morreu queimada após assalto a seu consultório, que funcionava na Rua Copacabana. Segundo a Polícia Militar, o trio invadiu o estabelecimento por volta das 12h30 de quinta-feira. Como não tinha mundo. Tomando conta da mãe, do pai, ele assumia tudo. Era uma filhona. Um exemplo”, disse Risoleide Moutinho de Souza, mãe da dentista. “Tiraram meu braço, minhas pernas, tudo. Acabou com a familia.”

Deixe uma resposta