Wilson percebe alguma articulação e sinaliza que quer o PT fora do Governo

As declarações de Wilson Martins de que não vai pedir para ninguém ficar no Governo, feitas na última sexta-feira (25) no Palácio de Karnak, foram interpretadas no meio político como o maior “chega-pra-lá” já recebido pelo Partido dos Trabalhadores desde que o PSB entregou os cargos que ocupava a nível nacional com a decisão do partido de ter candidato à Presidência da República.

Foram analisadas ainda como o segundo maior “petardo disparado” pelo governador do Piauí. O primeiro teria sido o de Parnaíba, quando Wilson, falando para jornalistas de todo o Estado no auditório da Fiepi, revelou ter recebido o governo “quebrado” ao assumir em 2010.
Imagem: Bárbara Rodrigues/GP1Wilson Martins(Imagem:Bárbara Rodrigues/GP1)

Deixe uma resposta